NO ÚLTIMO LUGAR… (Lc 14,1.7-11) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

jesusA lição de Jesus não poderia ser mais clara: o Reino de Deus é franqueado aos últimos. O último lugar da fila é a garantia da entrada pela porta estreita. Nada parecido com nossa mentalidade de produção e eficiência…
Na verdade, para sermos exatos, o último lugar está definitivamente vedado a todos nós, porque ele já foi ocupado antes: e é Jesus que o ocupa para sempre, observava Charles de Foucauld. Ao abrir mão de suas divinas regalias, assumindo nossa carne mortal, baixando ao nível de um escravo, sofrendo as ignomínias da Paixão, Jesus se fez o último de todos.
Nas palavras de André Louf, “a vida e a morte de Jesus foram desempenhadas no último lugar. Desde seu nascimento, passando por seu batismo e a tríplice tentação, até sua morte, Jesus assume a contramão de toda pompa messiânica com a qual os judeus de seu tempo podiam sonhar, para mergulhar em um rebaixamento onde sua glória só é visível aos que creem”.
Prossegue o mesmo autor: “A Igreja que caminha amorosamente aqui em baixo, sobre as pegadas de seu Esposo, não ambiciona por outro lugar neste mundo, a não ser o lugar ocupado e pregado por Jesus: o último. Da mesma forma, o discípulo de Jesus. Seus sucessos aqui em baixo, quantificáveis em ordem de grandeza, são apenas provisórios e aparentes.
O verdadeiro triunfo do discípulo não está na medida deste tempo, nem de sua história. Ele está além, no Reino, e só poderá ser verificado quando for aberta a porta estreita, e o último lugar recebido com exultação e ação de graças, ao lado de Jesus.
É assim que a Igreja, e nela todo fiel, permanece pacificamente inquieta por esse último lugar que lhe cabe aqui em baixo. Ela espera por ele e, quando o experimenta, ali se demora e a ele se apega pra valer. Ali, pelo menos, ela está certa de estar com Jesus, de permanecer em seu amor e de agir poderosamente para que o mundo aqui de baixo passe para o Reino.
É aos pobres e estropiados, aos coxos e aos cegos que Jesus se dirige – ele acaba de nos lembrar isto. A todos aqueles que são verdadeiramente os últimos, os que não têm como exercer sua caridade para com ele e, por este motivo, são os primeiros em seu Amor.”
Devia ser fácil de entender, não? Quem nada tem para dar, está pronto para receber…

Orai sem cessar: “O Senhor eleva os humildes…” (Sl 147,6)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s