NÃO TENDES FÉ? (Mc 4,35-41) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

sonoEsta não é a única oportunidade em que Jesus questiona nossa falta de fé. Aliás, parece que os Evangelhos registram apenas uma dúvida manifestada por ele: “Mas o Filho do Homem, quando vier, acaso encontrará fé sobre a terra?” (Lc 18,8)
Não se trata, claro, de uma fé abstrata, conceitual, ideal. Trata-se da “fé em alguém”, isto é, na pessoa do próprio Jesus, que está ali presente na barca, em meio à tempestade. O mesmo Jesus que caminha conosco, dia a dia, o tempo todo, participando de nossa conjuntura, de nossa realidade palpável. É como se ele dissesse: “Estão com medo do vento bravio e do mar agitado? Ora, será que eu não estou no mesmo barco que vocês?”
O teólogo Hans Urs Von Balthasar comenta esta passagem: “O Evangelho nos mostra que este poder que domina as forças naturais foi dado ao Filho do Homem; ele é de tal forma o Senhor, que dorme na barca mesmo durante a forte borrasca. Ele repousa sob a guarda de seu Pai, que vela sobre sua vida e sua missão, não permitindo que uma força natural as domine”.
Está claro? O “sono” tranquilo de Jesus, quando nada é tranquilo à sua volta, é um sinal de fé. A fé é garantia de serenidade. A agitação revela a falta de fé. Ali onde falta a fé, multiplicam-se as apólices de seguro, as gordas poupanças, as aplicações financeiras, as cercas eletrônicas e, claro, a angústia, o medo e o terror…
Marcos, o autor deste Evangelho, anota um detalhe: Jesus dormia “sobre um travesseiro”. Minúcia que apenas confirma o aspecto “histórico” da narrativa. De fato, os remadores costumavam sentar-se sobre uma espécie de almofada para proteger-se do esforço repetido. Para Jean Valette, “a menção do travesseiro não se explica apenas pela lembrança de Pedro: o sono relativamente confortável do Mestre destaca-se ironicamente da agitação das águas e, sobretudo, da agitação dos discípulos”.
Seria a fé um travesseiro? Um ponto de apoio que descansa e nos faz seguros? “A fé de que Jesus nos fala – acrescenta Valette – e cuja ausência nos discípulos o deixa espantado, é a fé em Deus, seu Pai. Esta fé mora nele até durante o sono.”
Como não lembrar as palavras do salmista? “Inútil levantar-vos antes da aurora e retrasar até alta noite vosso descanso, para comer o pão de um duro trabalho, pois Deus o dá aos seus amados até durante o sono!” (Sl 126,2)
A insônia e as noites mal dormidas tornaram-se um caso médico em nossos dias. Já existe um ramo da medicina inteiramente dedicado ao tema: são as “ciências do sono”. Chegamos a um estilo de vida em que já não sabemos… dormir!? Por que os cristãos dormem tão mal? Seria falta de fé?
E Jesus a perguntar: “Não tendes fé!”

Orai sem cessar: “Como criança no colo da mãe, assim minha alma em mim mesmo!” (Sl 131,2)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s