ELE VOS GUIARÁ… (Jo 16,12-15) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

pentecostesO Espírito Santo é multiforme. Vale lembrar a passagem do Livro da Sabedoria (7,22-24), onde o escritor sagrado gasta 21 adjetivos tentando, em vão, definir o Sopro divino. De fato, na simbologia bíblica, o Espírito é luz que ilumina, fogo que aquece, óleo que conforta, água que mata a sede, vento que move, pomba que aponta o Salvador. E muito mais!

Neste Evangelho, ao se despedir dos apóstolos entristecidos, Jesus quis garantir-lhes que não ficariam perdidos na jornada. Enquanto tiveram Jesus consigo, eles possuíram o próprio Caminho (cf. Jo 14,6). Agora que Jesus volta ao Pai, terminada a sua missão terrestre, caberá ao Espírito Santo apontar-lhes o rumo a seguir.
Na verdade, nesta frase de Jesus – “Ele vos guiará…” – o verbo grego empregado pelo evangelista João é hodegéo [literalmente, “fazer caminhar”]. Não apenas aponta o rumo, mas põe em movimento. Ao contrário do que disse o poeta espanhol, não é o caminheiro que faz o caminho; o cristão sabe que o Caminho é que nos torna caminheiros…
Como comenta a eminente biblista Ir. Jeanne D’Arc, O.P., “a palavra é importante, é válida para toda a luz interior que esclarece a Palavra de Deus. É válida também para a Tradição da Igreja que, ao longo de toda a sua existência, cava ainda mais a verdade revelada. É também todo o trabalho da teologia que atualiza a revelação: a inteligência que crê a serviço da verdade, sob a condução do Espírito Santo”.
Se nós não acreditamos firmemente nesta assistência permanente do Espírito de Deus ao longo da caminhada histórica da Igreja (cf. Jo 14,26), logo passamos a vê-la reduzida a um simples clube de religiosos ou uma empresa de doutrinação. Só o Paráclito nos garante a inerrância da Igreja.
O Espírito Santo “vos fará caminhar”. A Igreja de Jesus Cristo, antes de ser conhecida como “igreja”, era chamada de “Caminho” (cf. At 9,2; 18,25-26; 19,9.23; 22,4; 24,14.22). Ser fiel é, pois, estar a caminho. O infiel logo para de andar. Mas, para onde caminhar sem a iluminação do Espírito de Deus? Sem esse seguro farol, acabaremos repetindo o apóstolo Tomé: “Senhor, como saberíamos o caminho?” (Jo 14,5)
Daí a premente necessidade de rezar todos os dias, pedindo a luz do Espírito para nós e nossas comunidades. Sem o Espírito Santo, o corpo da Igreja é apenas um defunto. Não há outro caminho a seguir.

Orai sem cessar: “Envias, Senhor, o teu Espírito e renovas a face da terra!” (Sl 104,30)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s