NASCER DE NOVO… (Jo 3,1-8) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

nicodemosÉ noite fechada. Nicodemos vem à procura de Jesus. A noite escura é um excelente espaço para iluminações interiores. No coração do visitante já se acendeu uma pequena chama que o leva a interrogar-se: seria ele o Messias prometido?

Jesus acaba de “purificar” o Templo (Jo 2,13-17), expulsando a quadrilha que o havia transformado em mercado, juntamente com os animais cujo sangue e esterco conspurcavam o espaço sagrado. O sábio Nicodemos viu e meditou. E foi até Jesus de Nazaré, pois queria “conferir” o sinal…
Mas o início do diálogo é desconcertante. Jesus lhe diz que é preciso renascer. Nascer de novo, ou nascer do alto. Sem isso, as portas do Reino permanecem fechadas… Como nascer de novo, sendo velho?
Ouçamos a reflexão de Claude Rault:
“Jesus vai mudar subitamente de registro e desestabilizar o sábio. Ao saber tranquilo de Nicodemos, que lhe dá um diploma de Magistério, Jesus deixa entender que, se ele quer ‘ver o Reino de Deus’ em ação, é preciso que ele, Nicodemos, nasça do alto… Esta observação vai perturbar nosso homem habituado a pensar sempre ao nível de sua cabeça. Logo ele, que acaba de dizer ‘nós sabemos’ (v. 2), parece já não saber, não mais compreender de que é que Jesus fala. Daquele que sabe, Nicodemos vai tornar-se o que quer saber… e fazer-se discípulo.
Percebe-se todo um trabalho de parto que se realiza nele. É verdade que Jesus lhe fala de coisas espantosas: nascer da água e do Espírito… entrar no Reino de Deus… E o que Jesus lhe pede é uma mutação interior… um retorno à criança que ele foi. No fundo, Jesus parece redizer a Nicodemos: deixa vir à luz a criança de Deus que tu és… Deixa nascer em ti esse Filho do Pai! Olha para ti mesmo de um modo diferente desse personagem seguro de si que outorga diplomas. Tu, que crês ‘saber’, fica pronto a encarar novos horizontes… Confia naquele que te conduzirá, larga as amarras, Nicodemos!”
Pobre Nicodemos! Como é difícil descer do pedestal de quem “sabe”! Pobres de nós, acostumados a oferecer iscas para que Deus se acomode a nossas preferências, nossa visão do mundo! Queremos mudar a Deus, em vez de permitir que ele mude a nós…
E Deus não aceita negociar. É tudo ou nada! Para nos salvar, Jesus apostou tudo, até o sangue. Para acolher esta salvação, também precisamos saltar de nossas seguranças. Nascer de novo talvez signifique voltar ao útero materno, mergulhar de novo no côncavo da pia onde recebemos o Espírito, adormecer de novo no seio da Mãe Igreja. Ser pequeno para ser filho…

Orai sem cessar: “Todo aquele que ama nasceu de Deus…” (1Jo 4,7)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s