O FILHO DO HOMEM TEM DE SOFRER MUITO… (Lc 9,18-24) – Texto e poema de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

cruzAo menos por três vezes, de forma antecipada, Jesus anunciou aos discípulos que sabia muito bem o que estava à sua espera. Esse “destino” incluía o sofrimento, a rejeição, a morte e a ressurreição. Obviamente, os discípulos não compreenderam a extensão desse anúncio. No caso de Pedro, chegaria a se opor… a tal desfecho para a missão do Senhor, dele merecendo uma áspera reprimenda.
Nossa carne adâmica tem natural repulsa pelo sofrimento. Antes, prefere o prazer e as facilidades. A simples ideia de uma vida sóbria, simples, ascética, já nos deixa um tanto assustados. Não admira que faltem as vocações para a vida consagrada em uma sociedade declaradamente hedonista!
Desde o início, a escolha da cruz como instrumento de salvação seria considerada escândalo para os judeus e loucura para os pagãos (cf. 1Cor 1,23). Além do mais, os judeus contemporâneos de Jesus andavam à espera de um Messias triunfante. Foi indizível a sua decepção com o Servo sofredor, suspenso no madeiro, como alguém que se fazia maldição. (Gl 3,13.)
Contemplando a vítima do Calvário, o cristão encontra forças para carregar as cruzes de cada dia. A poesia pode ajudar nossa contemplação. Por isso, ofereço-lhe meu soneto

 

“DIANTE DA CRUZ”:

Ó vivas fontes a jorrar das Chagas
Para inundar de vida o Universo,
Vinde afogar-me em vós, bem fundo, imerso
No abismo sacrossanto dessas vagas!

Ó vivo Sangue a escorrer em bagas
Para lavar o pecador perverso,
Se andei distante, em meu errar disperso,
As marcas do meu crime logo apagas!

Ah! Quem me dera fossem muitas vidas
Para curar a dor dessas feridas,
Com beijos apagar a cicatriz…

E o Amor eterno diz, neste momento:
– Já não me faz sofrer o sofrimento.
Quem ama sofre e pode ser feliz!

Orai sem cessar: “Fomos curados graças às suas chagas…” (Is 53,5)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s