QUEM DIRIA QUE SÃO JORGE EU SALVARIA! – Texto de Anderson Dideco.

jorgePois é: quem diria que justo eu − um reles mortal e pecador! − precisaria vir em socorro do famoso santo guerreiro, São Jorge da Capadócia! E logo dele, que além de ter alcançado o reconhecimento canônico por uma vida heróica de total correspondência à vontade de Deus no seguimento de Seu Filho Jesus, ainda consta que tenha matado lá seus dragões, em tempos medievais!

O mundo dá voltas − é o que isto nos revela; e nessas voltas que ele dá, não é que o ‘pobre’ santo acabou capturado pelas garras tremendas da teledramaturgia, e virou tema de fundo da novela das 21h da ‘famigerada’ Rede Globo? A quantos perigos se expõe um fiel de Cristo, mesmo depois de canonizado!

Nas redes sociais (só pra variar) abundam polêmicas opiniões (naturalmente, divergentes) mobilizando umbandistas, protestantes e (pasmei!) até católicos, cada qual defendendo que a brasa deva fritar mais a sua sardinha. O que me leva a traçar estas linhas, saindo em defesa do cavaleiro cristão, é que tais opiniões − também como de costume − só demonstram a profunda ignorância de quem as publica. E contra o avanço marcial da ignorância, alguém tem que estrategicamente se insurgir. Portanto, que seja eu!

Li que protestantes boicotam a novela. Seriam coerentes se alegassem que não creem na mediação dos santos. É um erro doutrinal; mas se é no que acreditam, paciência. A alegação, porém,  é bem outra: dizem que a expressão “Salve Jorge” − que empresta título à trama de Glória Perez − tem sua origem numa saudação que se presta, na umbanda ou candomblé (desculpem, mas desconheço a diferença), a uma qualquer das entidades deste(s) rito(s) afro-brasileiros. Em outras palavras (segundo os protestantes, fique claro!): é “demoníaca”.    

Católicos, muito desavisados, pegaram carona na garupa da montaria alheia, e galopam agora também em campanha contra a atração global, com semelhantes acusações em punho! Há que se opor resistência a esse tipo de mentalidade tacanha, antes que invada irremediavelmente o território das poucas inteligências que restam, ainda não subjugadas de todo ao poder dominante do “politicamente  correto”  − esse déspota tão pouco esclarecido!

A autora poderia − e talvez, sendo sincero, até devesse! − ter colocado um núcleo umbandista entre as personagens do seu enredo. Afinal, vivemos numa sociedade plural. E, quer gostemos ou não, existe sincretismo no Brasil. É um dado socio-cultural incontestável. E, por mais que me doa afirmar, o fato é que isso se deve justo aos nossos colonizadores: escravizaram africanos, arrebatando-os de sua terra e de sua cultura, e preferiram “impôr-lhes” a religião cristã a se dar ao trabalho (decerto, muito mais exigente!) de verdadeiramente evangelizá-los. Deu no que deu.

Parece-me que continuamos cometendo o mesmo erro. Queremos extirpar a fórceps, numa espécie de ‘exorcismo’, os ressultados controversos de uma evangelização mal ajambrada; só que agora é tarde! Não adianta ficarmos nos debatendo contra os ícones e símbolos de uma cultura neo-pagã que ajudamos a instalar entre nós, com o nosso comodismo e omissão. Não se atrai ninguém a Cristo queimando Mickeys (como símbolo do colonialismo americano); asim como não se converte ninguém atacando os entes a que estes tenham por sagrados!   

Evangelizar é revelar o amor de Deus à humanidade! Antonio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança (cujos belos textos tanto enriquecem este blog), evangeliza ajudando a meditar o Evangelho; procura trazer à tona, sim, a denúncia que Cristo faz a certas estruturas mundanas, mas faz isso sem “ranhetices”, sem proselitismo boboca! Fala de moralidade, baseada nos Dez Mandamentos, sem apelar para falsos-moralismos, sempre insuportáveis em qualquer instância! 

Atitude contrária à tolerância, além de anti-evangélica e burra, só consegue tornar a imagem de qualquer igreja cada vez mais desagradável, e “empacota” todas as religiões como indesejáveis! Não estará aí a razão de tanta rejeição, tanto relativismo, e do indiferentismo religioso de que tanto reclamamos? Não estará nessa ‘rabujice’ o motivo de sermos sempre vistos, os cristãos, de maneira tão estereotipada − como se deu com a personagem Doroteia, defendida com brilhantismo por Laura Cardoso, em “Gabriela”?

Voltando à novela das 21h: pelo menos até o momento, nenhuma referência houve a qualquer sincretismo  − o que talvez, como já disse, seja uma falha. Mas, sendo assim, não entendo o clamor inconformado dos meus irmãos católicos. O protagonista Théo (Rodrigo Lombardi) foi agraciado na infância por um milagre, alcançado no dia de São Jorge, e hoje é  devoto do santo, frequenta as Missas em sua honra, tocando a sua “alvorada”, além de ser um cara, até aqui, mostrado como cheio de bons princípios e bem sucedido por mérito naquilo que realiza. Quando que um católico foi tão bem representado nas telenovelas anteriores?   

Para quem não se deu conta, Glória Perez adaptou para a realidade atual uma lenda, relativa ao santo da Capadócia, que surgiu em ambiente cristão: conta-se que São Jorge livrou uma cidade medieval do flagelo de um perigoso dragão que se alimentava de carne humana, especialmente de jovens virgens. Excelente paralelo com a denúncia do tráfico de mulheres que a autora pretende explorar na trama!

Além disso, divulga-se a cultura turca, que (pelo que se viu, por enquanto) valoriza o casamento e a família. Bem o oposto da novela anterior que, a despeito das qualidades apontadas em texto de minha autoria aqui neste mesmo blog  − ver: Nina e Carminha: o bem sempre vence no final?  − fazia, sem dúvida, apologia ao sexo livre, ao adultério, ao homossexualismo, à promiscuidade sexual, enfim, um verdadeiro ataque à instituição familiar e ao matrimônio cristão, defendidos pela Igreja Católica. Além de ter na vilã e no padre, seu cúmplice, dois péssimos exemplos de (ditos) católicos.

Para finalizar, devo dizer que sempre admirei nosso bispo diocesano anterior, Dom Filippo Santoro, em especial porque divulgava que a Beleza também é uma forma (muitas vezes indevidamente desprezada) de se chegar a Deus. Reflitamos, portanto, se não é uma beleza que tenhamos, durante os próximos sete ou oito meses, o rosto de Cristo na abertura de uma novela global − ainda que através de um ícone não ocidental? Os barracos estilizados que se juntam e formam-Lhe em mosaico  o belo rosto, de olhar convidativo, poderá evagelizar mais gente do que muitas postagens idiotas e sem noção. Está claro que ninguém é obrigado a ver e gostar de telenovelas. Mas, se for assistir, não é melhor focar no que tenha de bom, em vez de ficar com essa postura deprê de ‘hiena Wally’: “Oh dia! Oh vida! Oh azar!”?

Por essas e outras, convido meus irmãos (ao menos os católicos!) a não perderem seu tempo e não gastarem sua munição contra o inimigo errado! Em vez de ficarem pelas redes sociais postando imbecilidades, saiam de suas poltronas e vão evangelizar o mundo, anunciando de verdade o amor de Deus! Quem sabe no futuro, colhamos os frutos saborosos de nossa iniciativa de hoje. E que Deus nos salve.

0006aberturasalvejorge

Anúncios

21 pensamentos sobre “QUEM DIRIA QUE SÃO JORGE EU SALVARIA! – Texto de Anderson Dideco.

  1. Belo texto, Anderson. Apesar de eu não conhecer os personagens citados, pois não assisto, me pareceu uma bela análise do que já foi exibido até aqui. Espero que essa diretora, por força de terceiros ou internas da emissora, não comece a se desviar completamente do tema proposto.

  2. Essas mensagens contra a novela em irritaram bastante. Não curto novelas e há anos não assisto, mas quando via o pessoal comentando do jeito que comentava pensei o seguinte: o pessoal não sabe do que está falando. Não sabe de religião e atualmente parece que não estão sabendo nem mais de novela.

    Parabéns pelo texto.

  3. Anderson, você disse o mais importante: não perder tempo. Nosso tempo é precioso. Perdê-lo com uma novela, quando a noite oferece oportunidades tão ricas de silêncio e oração, celebrações e encontros… Ao final, emoções desperdiçadas e oportunidades perdidas… Há coisas e pessoas mais importantes em nosso caminho…

    • Como sempre, Santini, suas opiniões são coerentes com o homem que eu sei q você é. Entretanto, não podemos negar a realidade de que as telenovelas (a televisão, propriamente dita) é hoje em dia formadora de opinião mais potente do que o próprio Evangelho! E que o ser humano tem necessidade de acesso à cultura e entretenimento, e tem consciência dessa ‘lacuna’, que acaba buscando suprir através do meio de comunicação mais acessível – que é, feliz ou infelizmente, a tevê. Sendo assim, considero que é preciso que nós, cristãos, também façamos crítica “especializada” sobre todas as coisas que ela veicula, ajudando as pessoas a raciocinarem criticamente sobre o que vêem, já que vão assistir mesmo… É o que procuro fazer: ver c olhos críticos e escrever sobre!, já que assumidamente assisto e gosto de teledramaturgia, como de todas as outras formas dramatúrgicas (cinema, teatro, literatura, etc.), como escritor que pretendo ser. Não vejo que isso de modo algum me desqualifique como um razoável cristão, que busco ser. Um gde abço, e obrigado pelo carinho do comentário.

      • Príncipe Anderson *-*

        Tá vendo! Meu Padrinho São Jorge está virando até novela na caneta e papel do povo. Amei seu texto, como sempre eles são maravilhosos.

        Te desafio a escrever a sua posição a respeito da reeleição de Barack Obama nos Estados Unidos.

        Beijos ♥

  4. I simply want to mention I am just new to blogs and certainly loved this web page. Almost certainly I’m planning to bookmark your blog post . You really have great stories. Thank you for sharing with us your web-site.

  5. I just want to tell you that I’m beginner to blogging and site-building and really enjoyed your web-site. Probably I’m planning to bookmark your blog . You really have excellent articles and reviews. Regards for revealing your blog site.

  6. Hello, I think your blog might be having browser compatibility issues. When I look at your blog in Opera, it looks fine but when opening in Internet Explorer, it has some overlapping. I just wanted to give you a quick heads up! Other then that, fantastic blog!

  7. I’m genuinely impressed along along with your writing abilities properly with the structure in your weblog. Is that this a paid subject matter or did you modify it your self? Either way stay up the good quality writing, it is uncommon to appear a fantastic weblog like this one nowadays.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s