BEM-AVENTURADA! (Lc 11,27-28) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

MARIA_~1Apenas dois versículos, mas costumam incomodar quando mal interpretados… Do meio do povo, uma mulher emocionada além da conta deixa escapar um grito: “Bem-aventurada aquela que te trouxe no seio e te amamentou!”
Ouvindo a pregação de Jesus, seduzida por sua voz amorosa, tocada pelo fogo das palavras do Mestre, aquela mulher do povo deve ter pensado: “Que homem! Eu quisera ter um filho assim!” O próximo passo foi refletir? “Mulher feliz aquela que o trouxe ao mundo!” E, logo, se perguntar: “Quem seria a sua mãe?” Não espanta, pois, que se descontrolasse a gritar, sem qualquer pudor perante a multidão: “Bem-aventurada!”
A resposta de Jesus surpreende o leitor desavisado: “Bem-aventurados antes os que ouvem a palavra de Deus e a observam!” Muitos entenderam (mal!) que Jesus desmerecia a pessoa de Maria, sua Mãe, aquela que o gestara e amamentara. Na verdade, Jesus está reorientando o olhar e a compreensão de seus ouvintes para o fato de que, acima da maternidade biológica de Maria, o que realmente a fez “feliz” (bem-aventurada) foi sua atitude de acolhida do Verbo (=Palavra), a ponto de gerá-lo em sua natureza humana.
Outra coisa não ensina o Concílio Vaticano II: “Esta união entre Mãe e Filho na obra da salvação manifesta-se desde o tempo da virginal concepção de Cristo até sua morte”. (LG, 57.) “No decurso da pregação de seu Filho, ela recebeu as palavras pelas quais, exaltando o Reino acima de raças e vínculos de carne e sangue, Ele proclamou bem-aventurados os que ouvem e guardam a palavra de Deus, tal como ela mesma fielmente o fazia”. (LG, 58.)
Assim, nem de longe Jesus pretende rejeitar o elogio que a mulher do povo dirige à sua Mãe. Afinal, “todas as gerações a proclamariam bem-aventurada” (cf. Lc 1,48), e a mulher anônima simplesmente cumpre aquela profecia. O bom Filho apenas aponta para as motivações mais profundas da “felicidade” de sua Mãe.
Além do mais, um olhar atento verá que Maria cumpre todas as bem-aventuranças de Mateus 5: foi pobre e chorou, foi mansa e sedenta de justiça, misericordiosa e pura, pacífica e perseguida. E ainda se acha, hoje, quem a injurie por causa de seu Filho… Precisa mais?
Orai sem cessar: “Felizes os que habitam em tua casa, Senhor!” (Sl 84,5)
Anúncios

Um pensamento sobre “BEM-AVENTURADA! (Lc 11,27-28) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s