O PRÊMIO DO CEM POR UM, SEGUNDO DEUS PAI – Trechos de “O Diálogo”, Sta.Catarina de Sena.

Igreja católica(…) À pergunta de Pedro: “Mestre, nós abandonamos tudo por teu amor e te seguimos; que nos darás?”, ele respondeu: “Dar-vos-ei cem por um e a vida eterna” (Mt 19, 27-29), como a dizer: “Agiste muito bem, Pedro. Por outra forma não poderias seguir-me. Vou dar a ti cem por um nesta vida”.

Filha querida, que significa este “cem por um”, depois do qual vem a vida eterna? A que se refere esta resposta de meu Filho? Falava de bens materiais? Não exatamente, embora algumas vezes eu faça com que os objetos se multipliquem nas mãos do despenseiro. De que falava então? Falava da doação da própria vontade! Ao homem que me oferece “uma” vontade, eu devolvo “cem”. E por que Jesus disse “cem”? Porque é um número perfeito. A esse número nada podes acrescentar sem ter de recomeçar pelo um. Semelhantemente,  é a caridade a mais perfeita das virtudes; impossível encontrar outra maior.

Começa pelo autoconhecimento, soma o número dos méritos, chegarás a cem! Pois bem, tal é o número “cem” que é devolvido a quem me ofereceu “uma” vontade, seja pela obediência aos mandamentos, seja pela odediência aos conselhos. É mediante tal “cem” que alcançareis a vida eterna, para a qual somente se entra possuindo a caridade como senhora. Somente a caridade conduz até minha presença o mérito das demais virtudes, as quais não entram no céu. Não entra a fé, porque o bem-aventurado já possui por experiência e essência, aquilo em que acreditou; não entra a esperança, pois o bem-aventurado já penetrou na posse daquilo que esperava; e assim por diante quanto a todas as outras virtudes. Somente a caridade entra no céu como rainha, e se apossa de mim, que sou o seu possessor.

Esses “pequeninos” recebem, pois, “cem por um” e a vida eterna. É o fogo do meu amor que é posto como “cem por um”. Após receber tal centena, os bem-aventurados gozam admirável alegria de coração; no júbilo, o amor abre seus corações, que se tornam dispostos, sem duplicidade e estreiteza. O homem, ferido pela pela flecha do amor, não faz ver uma coisa no rosto e na palavra, e outra no coração; não acolhe o próximo com fingimento, com segundas intenções. A caridade é aberta a todos. Quem a possui não vive triste, descontente, por ter que obedecer. Obedece até à morte. (…)

in O Diálogo, Sta. Catarina de Sena, Ed.Paulus, 6ª edição, 1985, págs.: 376/7.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O PRÊMIO DO CEM POR UM, SEGUNDO DEUS PAI – Trechos de “O Diálogo”, Sta.Catarina de Sena.

  1. Que riqueza este livro de Santa Catarina de Sena! Como Deus é imenso em sua Divindade e Misericórdia. Dialogar com uma alma tão pequena e humilde como foi Santa Catarina de Sena. Que maravilha é o tesouro que o Senhor nos deixa por meio dos muitos e abençoados santos! Que benção!

    • Agradecido, Claudia Marcia, pelo comentário. É mt raro (mas mt prazeroso) receber esse feedback dos leitores. Já q t identificaste com o txt, recomendo a leitura do livro inteiro, O Diálogo, de Sta. Catarina de Sena, do qual só publiquei uns 3 ou 4 excertos mt breves q me chamaram mais a atenção ou q tinham a ver c o q eu vivia no momento em q o li. Decerto, encontrarás outras riquezas. Gde abç.

      Anderson Dideco, administrador do blog.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s