NÃO FEZ ALI MUITOS MILAGRES… (Mt 13,54-58) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

confiança em deusUm Evangelho que devia espantar o leitor! A começar do fato de que o evangelista tenha registrado um “fracasso” de Jesus. Os biógrafos de um herói, de um grande vulto da História, tratam de dar ênfase às realizações e conquistas do personagem escolhido. Por outro lado, ocultam bem suas falhas ou, no mínimo, tratam de “dourar a pílula” para não lhe estragar a imagem.
Aqui, não. São Mateus declara, com todas as letras, que Jesus não pôde fazer muitos prodígios em sua terra natal. Em outras terras, ele limpara o leproso, expulsara demônios, acalmara a tempestade. Em Nazaré, veem nele apenas o “filho do carpinteiro”. A objetividade racionalista de seus conterrâneos ata as mãos do Senhor.
Temos aqui uma lição. Deus, que é onipotente, não costuma invadir nossas vidas com demonstrações gratuitas de poder. Ele conta com nossa cooperação. Ele aguarda de nossa parte algum tipo de abertura para sua intervenção. Tanto que, antes de realizar certas curas, Jesus perguntava ao cego, ou ao surdo ou ao paralítico: “Que queres que eu te faça?” Aos dois cegos, ele pergunta: “Credes que eu posso fazer isto?” (Mt 9,28) E antes de ressuscitar a filha de Jairo, diz ao Pai: “Não temas, crê somente.” (Lc 8,50)
Quando lemos a vida dos santos, dos fundadores de Institutos religiosos, dos missionários, assombra-nos a imprudente ousadia de todos eles quando se lançam a empresas humanamente utópicas, sem contar com recursos materiais nem apoio humano, mas tão somente com a certeza de que a obra era de Deus e, por isso mesmo, sua Graça não lhes faltaria jamais.
E mais: com raríssimas exceções, as iniciativas desses homens de Deus enfrentaram todo tipo de obstáculo e oposição: ciúmes, calúnias, denúncias, campanhas de difamação, traições internas. E lá vão esses maravilhosos servos de Deus, sempre adiante, enquanto o Senhor faz em suas vidas os milagres que não faz nas nossas…
Também nós recebemos de Deus tarefas e missões que jamais conseguiremos realizar com nossas próprias forças. Construir uma família, educar os filhos no bem, atuar para a transformação da sociedade…
E Jesus, desejoso de fazer o impossível em nossa vida, vem perguntar: “Você crê que eu posso fazer isso?”
Orai sem cessar: “Tudo é possível ao que crê!” (Mc 9,23)
Anúncios

Um pensamento sobre “NÃO FEZ ALI MUITOS MILAGRES… (Mt 13,54-58) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s