BEM-AVENTURADOS OS VOSSOS OLHOS! (Mt 13,16-17) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

abra meus olhos]No Antigo Testamento, Deus se oculta aos olhos humanos. Puro espírito, ele apenas se faz ouvir: “Shemá, Israel!” “Escuta, Israel!” Em toda a Primeira Aliança, o ouvido supera a visão. O hebreu fiel é um bom ouvinte. E o Senhor Javé permanece oculto na nuvem, mesmo quando acompanha seu povo pelo deserto.
Claro que o povo anseia pela visão. O salmista reclama: “Por que me ocultais a vossa Face?” (Sl 88,15.) Em Isaías, nas passagens messiânicas, mesmo que simples promessa, a audição começa a dar lugar a visão. “Neste monte, o Senhor tirará o véu que vela todos os povos…” (Is 25,6.) “Será vista a glória do Senhor.” (Is 35,1.) E um convite a olhar o futuro: “Levanta-te, eis a tua luz… Levanta os olhos e olha à tua volta… Esta visão tornar-te-á radiante…” (Is 60,1.4-5.)
Estamos diante de uma grande mudança. No Éden, o Senhor era uma presença impalpável na brisa da tarde. No deserto, ocultava-se na nuvem do Êxodo. No Sinai, os trovões assustavam e os relâmpagos ofuscavam os olhos. Mas na plenitude dos tempos, quando o Filho de Deus se encarna, nascendo de Mulher, já pode ser tocado, pode ser visto.
Como escreveu o Apóstolo João, “nossos olhos viram, nossos ouvidos ouviram, nossas mãos tem apalpado” o Verbo da vida. (Cf. I Jo 1,1.) E Deus, desde então, tem uma Face humana, e é a cara da Mãe! Seus pés humanos palmilharam nossas estradas. Suas mãos acariciaram nossas crianças. Sua saliva curou os olhos do cego. Seu sangue precioso correu no Calvário. Tudo aquilo que foi vedado aos profetas e aos patriarcas da Primeira Aliança, é agora franqueado a todos, sem exceção.
Daí a observação de Jesus: “Bem-aventurados os vossos olhos!” Ditosas as vossas retinas! Estão vendo e contemplando algo novo, inesperado: o próprio Deus na carne dos mortais! Cumpriram-se as promessas antigas. Deus, agora, é Emanuel: Deus conosco, Deus em nós…
Também nós somos felizes e bem-aventurados. Em cada Eucaristia, sobre o altar, nossos olhos podem ver o Deus vivo em sua presença eucarística. E mais: além de vê-lo, nós o temos como alimento. Muito mais do que os antigos ousaram sonhar, imaginar e pedir. E ao comungar, podemos rezar com Elisabeth da Trindade: “Deus em mim… Eu em Deus…”

Orai sem cessar: “Senhor, abre meus olhos!”

Anúncios

5 pensamentos sobre “BEM-AVENTURADOS OS VOSSOS OLHOS! (Mt 13,16-17) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s