“COMO OVELHAS SEM PASTOR…” (Mt 9,32-38) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

 ovelhasO evangelista registrou um momento especial da vida de Jesus: ao contemplar a imensa multidão que buscava por ele, Jesus se comove. Seu coração se condói, vendo que estavam abandonados por aqueles que tinham a missão de guiar o povo. Era um rebanho sem rumo…
Que diria Jesus se visitasse hoje nossas cidades? Se entrasse em nossas escolas? Se batesse à porta de nosso lar? Veria, por acaso, o povo atendido em suas necessidades? Acharia os alunos bem orientados pelos mestres? Encontraria nossos filhos encaminhados na fé e na vida do Espírito? Creio, infelizmente, que sua dor seria a mesma…
Ser pastor é uma exigente missão. Não saberemos cumpri-la sem a graça de Deus. Sem as luzes do Espírito Santo. Só ele pode dar sabedoria à mãe que aconselha o filho. Só ele pode dar discernimento ao dirigente que determina a política de seu governo. Só ele pode dar fortaleza ao educador que navega contra a correnteza do mundo pagão.
Há quase 50 anos, contemplamos a omissão dos “pastores” aos quais o Senhor confiou seu rebanho. Pais que abriram mão de educar seus filhos na disciplina e na retidão, abandonando-os aos caprichos da sociedade. Mães que não corrigem as atitudes fúteis e mundanas de suas filhas, permitindo que se corrompam desde a adolescência. Professores que não se comprometem pessoalmente com as necessidades de seus alunos, fazendo da profissão um mero ganha-pão. Ministros de Deus que não têm tempo nem disposição para visitar os doentes ou confessar os paroquianos. Maus pastores…
E Jesus nos deu o exemplo: sempre a caminho, cercado pela multidão, sem tempo para repousar, sem ter onde apoiar a cabeça, consumindo-se de amor. E para todos, ele tinha uma palavra de ânimo, um olhar de misericórdia, um sopro de esperança de uma vida melhor. E cumulou seu pastoreio ao dar a própria vida pelos amigos…
Por que será que ainda hesitamos em seguir o seu exemplo? Por que ainda nos deixamos iludir com o sonho de viver a vida para nós mesmos, em busca de projetos pessoais, pequenas diversões, futilidades, enquanto ao nosso lado os filhos de Deus vagueiam sem rumo? Nosso coração não se comove com tanta dor?

Orai sem cessar: “Apascenta as minhas ovelhas!” (Jo 21,17c)

Anúncios

Um pensamento sobre ““COMO OVELHAS SEM PASTOR…” (Mt 9,32-38) – Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s