TRECHOS DE DOCUMENTOS DA IGREJA SOBRE O ABORTO – Compilados e publicados no Facebook por Felipe Balter.

abortoAchei que valia a pena divulgar.

Catecismo da Igreja Católica (CIC nº2270)

“A vida humana deve ser respeitada e protegida de maneira absoluta a partir do momento da concepção. Desde o primeiro momento de sua existência, o ser humano deve ver reconhecidos os seus direitos de pessoa, entre os quais o direito inviolável de todo ser inocente à vida.”

Código de Direito Canônico (CDC)

Cân 871 – Os fetos abortivos, se estiverem vivos, sejam batizados, enquanto possível.

Cân 1398 – Quem provoca aborto, seguindo o efeito, incorre em excomunhão “Latae Sententiae”.
Obs. A intenção e/ou a não concretização do aborto não leva à excomunhão.

Constituição Pastoral “Gaudium et Spes” – GS (O respeito para com a pessoa Humana)

GS 27 – Tudo o que atenta contra a própia vida, como qualquer espécie de homicídio, o genocídio, o aborto… é efetivamente digno de censura.

GS 51 – Existem os que ousam trazer soluções desonestas a esses problemas e não recuam até mesmo diante da destruição da vida. (…) Deus, com efeito, que é o Senhor da vida, confiou aos homens o nobre encargo de preservar a a vida por ser exercido de maneira condigna do homem. Por isso a vida deve ser protegida com o máximo cuidado desde a concepção.

Instrução sobre “O respeito à Vida Humana Nascente e a Dignidade da Procriação”

Desde o momento da concepção, a vida de todo ser humando deve ser respeitada de modo absoluto, porque o homem é, na terra, a única criatura que Deus “quis por si mesma.” A vida é sagrada por que comporta “a ação criadora de Deus” e permanece para sempre em uma relação especial com o criador, seu único fim.

Carta encíclica “sobre o valor e a invioalibilidade da vida humana”

A vida humana é sagrada porque, desde a sua origem, supõe “a ação criadora de Deus” e mantém-se para sempre numa relação especial com o criador, seu único fim.

Valores básicos da vida e da família – Documento da CNBB (nº18)

Em uma sociedade onde a violência cresce todos os dias e a vida é sempre mais desvalorizada, o aborto emerge com uma das formas mais cruéis de violência contra vida humana, crime que brada aos céus.

Jubileu das famíias, 14-15 de outubro de 2000

Dentre todos os crimes que o homem pode realizar contra a vida, o aborto provocado apresenta características que o tornam particuarmente grave e abjurável. O concílio Vaticano II o define, juntamente com o infanticídio, como “crime Abominável”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s