“ATÉ OS DEMÔNIOS ME LOUVAM”, AFIRMA DEUS PAI – Trechos de “O Diálogo”, Sta.Catarina de Sena.

criançasDeus Pai dirigiu tais palavras a Santa Catarina de Sena há muitos séculos, mas PARECEM TER SIDO ENUNCIADAS HOJE! Vejam se não é a resposta de Deus sobre como nos posicionarmos diante da barbárie do aborto de anencéfalos legalizada ontem pelo STF:

“(…) A humanidade não me glorifica como deve, não me dedica um amor superior a todo outro amor. Assim mesmo, dela retiro o louvor que me é devido. Refulge nos homens minha misericórdia e minha caridade, pois sou paciente, concedo-lhes tempo de viver, não ordeno à terra que os devore quando pecadores. Pelo contrário, contemporizo, faço o solo produzir frutos, o sol iluminar e aquecer, o firmamento girar. Sou misericordioso para com todos os seres criados para o homem. Condenando o pecado, não privo os homens dos bens criados; concedo-os ao justo e ao pecador. (Mt 5, 45). Algumas vezes, dou-os mais ao pecador e privo o justo de bens materiais se o conidero preparado para isso, na intenção de dar-lhe mais abundantemente os bens do céu. 

O amor misericordioso refulge nos meus servidores na hora das perseguições contra eles movidas pelos seguidores do mundo. Tais perseguições são oportunidades para que demonstrem amor e paciência. Ao sofrer, eles me louvam com orações contínuas e humildes; dessa forma, até os pecadores, mesmo sem querer, rendem-me glória. Nesta vida, os maus fazem crescer a virtude dos bons. Assim como os demônios, no inferno, atuam minha ação justiceira sobre os condenados, os perseguidores deste mundo promovem os bons. Também os demônios o fazem mediante lutas e tentações; ao induzir os mesmos a se ofenderem, a furtarem-se uns aos outros, os demônios pretendem levá-los ao pecado, sobretudo privá-los da caridade. Mas acabam por fortalecer meus servidores, pondo à prova sua paciência, fortaleza e perseverança. Desse modo, até os demônios me glorificam, realizando quanto eu planejara. Criei-os para que me louvassem, para que participassem do meu esplendor. Cheios de orgulho, rebelaram-se e decaíram, foram privados da minha visão. Já que não me dão glória pelo amor, aproveito-os como instrumentos para exercitar meus filhos na prática das virtudes; também como promotores da minha justiça no inferno, e ainda entre osque passam pelas penas no purgatório.

Uma vez separada do corpo, a alma humana compreende que todos, mesmo os demônios, me louvam; ao atingir a meta final, vê claramente e entende toda a verdade.  (…)” 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s