DEUS PAI CONFIRMA A AUTORIDADE DOS APÓSTOLOS E SEUS SUCESSORES NA IGREJA – Trechos de “O Diálogo”, Sta.Catarina de Sena.

os_12apo“(…) Esta é a injustiça, este o julgamento falso a respeito do qual o mundo é e será repreendido até o dia do juízo final. A esse respeito, dizia meu Filho: “Mandarei o Paráclito; ele repreenderá o mundo da injustiça e do julgamento falso” (Jo 16,8). Tal repreensão começou quando enviei o Espírito Santo sobre os apóstolos. São três as repreensões:

A voz da Igreja

A primeira repreensão iniciou, como acabei de dizer, com a vinda do Espírito Santo sobre os discípulos. Fortalecidos pelo meu poder, iluminados pela sabedoria do amado Filho, receberam a plenitude do Espírito Santo. Este, que é uma só coisa comigo e com meu Filho, repreendeu então o mundo pela boca dos apóstolos através da mensagem de Cristo. Por tal forma eles, e os sucessores que ouviram a Verdade, repreendem o mundo. É a mesma perene repreensão, sempre feita ao mundo pelas Escrituras Sagradas e pelos meus servidores. Coloco o Espírito em seus lábios e eles dizem a verdade, da mesma forma como o demônio se põe na boca dos seus asseclas, que pecaminosamente vão pelo rio do pecado. É a mesma doce e contínua repreensão realizada por mim com imenso amor pela salvação humana. Não se pode dizer: “Ninguém me chamou atenção”! A todos foi mostrada a verdade sobre o vício e a virtude, sobre os frutos da virtude e as consequências do pecado. Para que odiassem o mal e amassem o bem, a todos foi oferecido o amor e o santo temor. Nem foi um anjo a lhes revelar a mensagem da Verdade, de modo que pudessem escusar-se, dizendo: “O anjo é um espírito feliz, não padece, não sente as fraquezas da carne como nós ou o peso do corpo”. Não, não podem falar assim, pois enviei-lhes o Filho, homem mortal como vós.

E os demais seguidores do meu Filho, como eram? Criaturas mortais e passíveis como vós, sujeitos às lutas da carne contra o espírito. Assim aconteceu com o glorioso apóstolo Paulo, assim com os outros santos. Cada um deles, a seu modo, sofreu as tentações da sensibilidade. Permiti e ainda permito essas dificuldades para o crescimento da graça e das virtudes nas almas. Como vós, os santos nasceram no pecado, nutriram-se do mesmo alimento (eucarístico). Também eu sou o mesmo Deus daquelas épocas; meu poder não diminuiu. Posso, quero e sei socorrer a quem deseja ser por mim socorrido. Assim os pecadores abandonam o rio do pecado e vão pela ponte, vivendo a mensagem do meu Filho.”  

O Diálogo [de Deus Pai com Santa Catarina de Sena], Ed.Paulus, 6a ed. 1985, págs.88-9

NOTA: as duas outras “repreensões” a que Deus se refere, no livro, são o “juízo particular” (individual, após a morte) e o “juízo final” (de todos, perante todos). Desse modo, fica claro que só temos essa vida para ouvir a Verdade da boca dos apóstolos e seus sucessores e nos converter. O Evangelho de hoje deixa claro: “O céu e a terra passarão; minhas palavras, porém, não passarão.” (Lc 21,33). E, em outra parte, Jesus exorta: “Quem vos [aos apóstolos] ouve, a mim ouve!” 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s